sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Poder.

Existem hoje diferentes formas, de conseguir o poder...( e por aqui me fico)

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Soltem o Javali.

Como na publicidade daquela operadora, sobre a net ser mais rápida que um javali em fúria, eu também tentei, mas o difícil era  fazer o enquadramento, com a 300mm, eles aproximavam-se e eu tinha que os afastar..., tudo para não fazer 80 metros a subir e trocar de lente, mas valeu a pena. 

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Caminhos.

Ontem foi escolhido um "caminho" para Portugal, «Eu nunca me engano e raramente tenho dúvidas» (esperemos).

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Liberdade

A liberdade é sempre um alvo em movimento,... cada voto um tiro "ou clik",... VOTE!...FAÇA A SUA ESCOLHA.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Símbolos

Um dia destes, deparei com estes símbolos atrás de uma Igreja no concelho de Barcelos, sendo esta a de Manhente, como estava na companhia do meu filho, ele rapidamente interpretou como sendo, Pai, Filho e Espírito Santo, fiquei pasmado com a rapidez com que se manifestou, ainda não pesquisei sobre os símbolos em causa, mas sabendo ou havendo quem queira esclarecer acrescentarei o seu significado neste post.  

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Alvéola branca (Motacilla alba)

O fundo é o rio Cávado. Esta ave é comum em Portugal e procura insectos nas terras lavradas ou outros locais, mas sempre junto ao solo.

Aproveito também para deixar aqui um link, do sitio do Jorge Silva, que para alem de fotografar aves, faz um acompanhamento das suas observações no estuário do Cávado, ao longo de cada mês.

http://verdes-ecos.blogspot.com/

sábado, 15 de janeiro de 2011

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Mergulhão pequeno (Tachybaptus ruficolis)

Esta foto foi conseguida a partir de um abrigo.

Esta ave mergulha mal pressente a presença de algo que receia. Tem um palmo de tamanho. É capaz de aparecer muito longe do ponto em que mergulha. No Verão tem umas cores mais vivas.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Como sou pequeno.

Uma jovem árvore deixa-me a olhar para o ceú, na fotografia é igual, ainda tenho muito que crescer.